(17) 3211-8051 (17) 99766-2308 Atendimento

15 dicas para organizar o guarda-roupa feito um profissional

Publicado em: Tendências Data de Criação: 26/04/2018 Acessos: 787 Comentários: 0

Com a correria do dia a dia, acabamos por deixar tarefas domésticas “menos importantes” de lado, afim de conseguir alguns minutinhos de descanso. No caso do guarda-roupa, o problema de deixá-lo sem uma ordem definida é o que pode acontecer futuramente: o caos, a revolta das roupas. Quando nos damos conta, o estrago já está feito, com tudo fora do lugar.

Acredite, as roupas e os outros objetos guardados não têm absolutamente nada contra você. E, com alguns poucos minutos por dia – ou com um dia inteiro – você pode colocar ordem em tudo e se livrar de toda a bagunça.

 

Veja as soluções Clicando neste Link - https://www.utilpratik.com.br/organizadores-de-sapatos

Para te ajudar nessa – nem tão árdua – tarefa, conversamos com a especialista e personal organizer Fernanda Piva, fundadora da BellaOrdine. Sua atuação vai desde a organização rotineira de estabelecimentos comerciais e residências até assessoria na organização para recém-casados e gestantes.

De acordo com a profissional, manter a casa em ordem “traz ao cliente uma sensação de bem-estar, de qualidade de vida, já que viver com a bagunça é muito desgastante e estressante. Quando o seu espaço, seja ele pessoal ou profissional, está organizado, você economiza tempo, e isso já traz uma sensação boa. É horrível perder horas procurando uma roupa, um documento ou passar o final de semana arrumando a bagunça”, explica Fernanda Piva.

Bateu preguiça? Olhe bem para o estado atual do seu guarda-roupa. Agora feche os olhos por um momento e imagine o mesmo quarto, o mesmo guarda-roupa… Com tudo no lugar! Lindo, não é? Então “xô, preguiça” e mãos à obra!

15 dicas profissionais para organizar o guarda-roupa

Segundo Fernanda Piva, a maior dificuldade que seus clientes reclamam é a de definir o espaço certo para cada tipo de peça. E as dúvidas que mais aparecem é como lidar com a umidade e qual roupa deve ou não ser pendurada nos cabides. Confira, então, as dicas da profissional:

1. Faça descartes anualmente

Entenda como “destralhar”, “momento desapega” ou como achar melhor. O que importa é separar um momento para decidir o que fica e o que deve seguir um novo caminho. Se você se apega aos objetos e roupas, aqui vai a fórmula para facilitar sua vida: divida tudo em categorias:

Jogar fora: nesse grupo entram objetos quebrados, que perderam sua utilidade, roupas muito velhas. Não doe peças ruins. Se você não usaria pelo estado em que ela está, também não serve para outra pessoa.

Doar: você engordou ou emagreceu e as roupas não servem mais? Faça uma boa ação e abençoe a vida de outra pessoa com peças que já foram úteis para você, mas que hoje só ocupam espaço. Se você não tem certeza se você quer ficar com a roupa, pense se usou a peça no último ano. Usou? Pense duas vezes. Não usou? Doação!

Manter: essa parte é a que volta para dentro do armário. Suas roupas atuais, que servem em você, que possuem bom caimento e que estão em bom estado. Essas têm passe livre para o guarda-roupa.

2. Cada coisa em seu lugar

Determine os espaços para os itens e roupas, assim é possível guardar cada peça sempre no mesmo local definido e a organização permanecerá.

3. Coloque etiquetas de identificação

As etiquetas facilitam demais na hora de colocar tudo de volta no lugar, principalmente se você não tem o hábito de sempre voltar algo para o mesmo lugar, por exemplo, porque não lembra onde ele estava ou qual o cantinho mais apropriado para ele. Além disso, é uma forma de você contar com a ajuda do pessoal de casa e até de sua ajudante. Com o uso de etiquetas, não tem mais aquela desculpa de “eu não sei onde guardar”.

4. Padronize os cabides

De acordo com Fernanda, a padronização dos cabides colabora muito para a questão visual e facilita a hora de encaixar no varão. “Para casacos, ternos e roupas de festa, o ideal é usar cabides específicos. São diferentes e podem alterar um pouco o visual, mas eles conservam melhor os tecidos, evitando deformidades”.

5. Proteja peças delicadas

Proteja roupas de festas e outras de tecidos mais finos com capas. Se o seu armário tiver altura suficiente, guarde os vestidos no espaço maior do guarda-roupa, para que eles não fiquem com a barra dobrada. Caso a altura do seu móvel não seja suficiente, coloque as roupas de festa dobradas ao meio, pela cintura, em cabides que não vão deixar a peça escorregar – como os de veludo, por exemplo. O ideal é que não apenas os vestidos, mas todas as roupas de festa sejam guardadas na lateral dos armários, para que as peças fiquem juntas e não sejam mexidas para lá e cá a todo momento, o que ajuda na organização e conservação dessas roupas mais delicadas.

6. Limpe e higienize os sapatos

O mundo ideal seria ter uma sapateira à parte, fora do armário. Mas, se não tiver espaço para isso, sem problemas. O jeito certo de guardar um sapato (mesmo na sapateira!): primeiro, deixe o sapato respirar. Assim que tirar dos pés, dê um tempinho para ele “tomar um ar”. Depois, passe uma escovinha pelas laterais e solas, para tirar o pó e as sujeirinhas que grudam na rua. Você, inclusive, pode se surpreender e descobrir que pisou em um chiclete. Melhor tirar antes de guardar e não acabar sujando outros pares.

7. Cuide de cada peça de acordo com a instrução do fabricante

“Usou, lavou, está novo”. Já ouviu essa frase? Pois é… Não é bem assim. De acordo com a organizer, para que a peça esteja novinha em folha, a lavagem precisa seguir à risca as instruções do fabricante. Isso porque cada tecido tem um tipo de trama (mais fina, grossa, mais aberta, fechada, entre outras), além de um sempre ser mais delicado que o outro. Por isso, antes de jogar tudo na máquina, leia as etiquetas. Junte as que são iguais, escolha um programa de lavagem que seja adequado à elas também.

8. Hidrate as peças de couro

Depois de seis meses – ou mais – guardado lá no fundo do armário, é hora de usar aquele casaco de couro. E então você repara que ele está com uma aparência não muito atraente, com alguns pontos brancos. Uma peça de couro bonita é aquela que quase brilha. Mas, para isso, alguns cuidados são necessários. A hidratação do couro é bem simples. Passe um pano úmido em toda a peça. Em seguida, um pano seco (não deixe, jamais, a peça úmida para guardar). O último passo é passar um pano ou um chumaço de algodão com óleo de amêndoas. Depois de seco, pode voltar para o armário.

9. Abuse dos organizadores

As colmeias são 100% bem-vindas, assim como as caixas. Existem os organizadores específicos também, como no caso de lenços e gravatas, que podem ser usados de acordo com a quantidade, conforme alerta a personal organizer.

10. Use a criatividade para reutilizar produtos com outras funções como organizadores

Sabe aqueles vidros que temos na despensa? De azeitona, geleias… E caixas de leite? Revisteiros que estão esquecidos em algum canto? Então, tudo é reaproveitado, inclusive na hora da organização. Coloque a criatividade em ação e reutilize esses produtos.

11. Cestos x caixas. Qual é melhor?

Os cestos são tão bons organizadores quanto as caixas, mas é recomendado sempre um tipo específico dependendo da situação. Para as áreas de serviço e cozinha, a personal organizer recomenda as opções de plástico. Já na área íntima, cestos de vime ou tecido.

12. Troque de lugar as roupas da estação

Fernanda explica que a melhor forma de trocar as roupas de lugar na mudança de estação é optar por caixas plásticas transparentes, com pequenos orifícios para circulação de ar. Os sacos plásticos space-bag são super indicados e devem ficar na parte superior do guarda-roupa.

13. Roupa de cama

Existe um jeito muito fácil de achar o conjunto coordenado. E não é mágica! A profissional ensina a tática: basta guardar todas as peças do jogo juntas e dobradas. Coloque as fronhas e o lençol de baixo dentro do lençol de cima, formando uma espécie de “pacote”.

14. Chapéus e bonés não precisam ficar amassados

Qualquer cantinho serve! Eles podem ser guardados em maleiros, nichos, caixas, baú (inclusive os de cama box). Fernanda ainda reforça que se tiver pouco espaço, coloque um dentro do outro para evitar amassar.

15. Mantenha a ordem diariamente

Depois do guarda-roupa organizado, a melhor forma de continuar com tudo no lugar é a manutenção diária. Não deixe nada fora do lugar. Defina um lugar para cada coisa e, assim que possível, coloque cada peça de volta ao seu lugar.

Por Priscila Horvat
Blog Tua Casa

Tags:

Deixe um comentário

Captcha


Últimos Posts

COMO APLICAR O FENG SHUI NO QUARTO DE CASAL

No quarto menos é mais, você pode não se dar conta mais a organização é sempre uma forma de diminuir...

Leia mais

Casa Arrumada - Carlos Drummond de Andrade

Acho essa Poesia uma Grande verdade de Drummond... ...

Leia mais

15 dicas para organizar o guarda-roupa feito um profissional

Com a correria do dia a dia, acabamos por deixar tarefas domésticas “menos importantes” de lado, afi...

Leia mais